quinta-feira, 31 de julho de 2014

Agenda de Armando Monteiro (PTB), candidato a governador da coligação Pernambuco Vai Mais Longe, nesta sexta-feira (01):

Tamandaré:
18h30 – Caminhada no centro de Tamandaré
Concentração: Praça da Estrela do Mar - Tamandaré - Pernambuco

19h30 - Inauguração do Comitê de Sueli Merêncio
Local: Av. José Bezerra, nº 101, Centro, Tamandaré - Pernambuco

Camocim de São Félix:
 
21h30 - Reunião com lideranças
Local: Casa do prefeito Uilson de Teté - Camocim de São Félix - Pernambuco

22h - Participação na Festa de João Pedro
Local: Av. de Bonito - Camocim de São Félix - Pernambuco
 

Mais informações:
César Rocha - (81) 8604.4453
Flávio Moraes - (81) 9438.9501

* Coligação Pernambuco Vai Mais Longe: PTB, PT, PDT, PRB, PSC e PTdoB
Petrolina – Cidade polo no Sertão do São Francisco, Petrolina, foi a primeira a receber o movimento dos "multiplicadores de votos", iniciativa da Coligação Pernambuco Vai Mais Longe, que visa ampliar a mobilização dos adeptos e simpatizantes da chapa majoritária liderada por Armando Monteiro (PTB) e João Paulo (PT), candidatos a governador e a senador da coligação, nos maiores colégios eleitorais do Estado.

A iniciativa reuniu quase 500 formadores de opinião do município sertanejo em uma casa de recepção, nessa quarta-feira (30). Na ocasião, a equipe de campanha de Armando presentou ações já previstas no plano de governo e aproveitou para colher novas sugestões. O encontro teve a participação do prefeito Júlio Lóssio (PMDB), reempossado no cargo, e do candidato à vice de Armando, Paulo Rubem Santiago (PDT).

A estratégia dos "multiplicadores de votos" é reunir formadores de opinião nos principais colégios eleitorais do Estado, de modo a fazer uma ponte entre a população e a chapa majoritária. A equipe de Armando vai identificar o público com maior poder de mobilização nessas cidades e disponibilizar materiais de campanha e dados do plano de governo para que repassem as informações aos seus grupos de relacionamento.

Todas as demandas da população serão repassadas à equipe de Armando, que analisará os pleitos. O movimento, que já teve uma reunião em Petrolina, vai passar ainda pelos municípios do Recife e da Região Metropolitana, Caruaru e Garanhuns, no Agreste, e Araripina, no Sertão do Araripe. Outras cidades também deverão receber encontros semelhantes.

JULIO LOSSIO - O ponto alto do encontro em Petrolina foi a participação do prefeito Júlio Lóssio (PMDB), que retomou o cargo após ficar afastado da prefeitura por 36 dias devido a problemas de saúde. O peemedebista, que apoia as candidaturas de Armando e João Paulo (PT) reforçou o palanque da coligação Pernambuco Vai Mais Longe na cidade, principal polo no Sertão e o sexto maior colégio eleitoral do Estado. Isabel Cristina, primeira suplente de João Paulo, também compareceu ao ato, assim como vereadores e lideranças locais.

Na reunião, os formadores de opinião receberam dados do plano de governo e algumas peças de propaganda. A adesão à campanha foi imediata. Segundo Orlando Tolentino, coordenador da chapa em Petrolina, os participantes selaram o compromisso de promover adesivaços e panfletagens nos principais corredores viários da cidade, todos os dias, das 17h às 19h.

Os formadores de opinião também aproveitaram o encontro para sugerir ações ao plano de governo. Entre os pleitos estavam a retomada da criação de um distrito industrial no município, a redução da alíquota do ICMS no Estado, a implantação de escolas de tempo integral e a realização de um grande evento com a participação de Armando Monteiro, da presidente Dilma Rousseff (PT) e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Assessoria de Imprensa do PSB - (Crédito da foto: Léo Caldas/Divulgação)
Acompanhado do prefeito do Recife, Geraldo Julio, o candidato foi recebido com festa pelos moradores
As ruas da comunidade de Brasilit ficaram estreitas, diante da multidão que acompanhou a caminhada do candidato a governador pela Frente Popular, Paulo Câmara (PSB),  nesta quarta-feira (30). Acompanhado do prefeito do Recife,  Geraldo Julio (PSB),  o candidato foi recebido com festa pelos moradores, que  enumerava os benefícios que a Prefeitura e o Governo fizeram pela localidade. "As transformações que nós vimos acontecer neste bairro são frutos do modo de administrar que eu e Geraldo ajudamos a implantar no Estado e que ele trouxe para o município. Um modelo que garante recursos para as ações que ajudam a quem mais precisa, que faz e faz bem feito",  avaliou.
Na Rua João Sales de Menezes, por exemplo, onde a caminhada começou, Paulo já teve uma mostra da recepção que teria no restante do trajeto. Naquela via, que antes da gestão municipal do PSB era de terra e onde o esgoto corria a céu aberto, o comerciante José Gercino de Souza Leal foi um dos primeiros a declarar seu voto. "Paulo é um homem preparado e experiente na gestão. Merece se eleger. Ainda mais com o aval de Eduardo Campos (PSB) e Geraldo Julio", avaliou o morador.
O carinho da população era tanto que a caminhada avançava lentamente, já que Paulo, seus companheiros de chapa - Raul Henry (PMDB), na vice, e Fernando Bezerra Coelho (PSB), para o Senado - e Geraldo eram requisitados a parar em praticamente todas as casas. Dona Marina dos Santos, que antes conhecia o candidato só pelo nome, resumiu o sentimento de muitos de seus vizinhos. "Em 2006, eu votei em Eduardo para o Governo. Em 2010, de novo. Em 2012, fui de Geraldo para prefeito. Sempre que votei no 40, não me arrependi. Então, vou continuar, não é?", argumentou a diarista.
"Essa bela recepção mostra a satisfação da população de Brasilit, assim como do Recife, com a gestão do PSB. A partir de 2015, se deus quiser, nós estaremos no Governo Estadual e vamos continuar e ampliar ainda mais essa parceria com a Prefeitura, que tantos bons frutos vem trazendo", garantiu Paulo, ao final da caminhada.

Assessoria de Imprensa do PSB - 
OBS: O crédito do fotógrafo consta no nome da foto.
Setor reconheceu a capacidade de diálogo do socialista e prometeu engajamento na campanha

A Associação dos Revendedores de Veículos de Pernambuco (Assovepe) anunciou, nesta quarta-feira (30), o seu alinhamento à candidatura de Paulo Câmara (PSB) ao Governo do Estado. "Estamos declarando nosso total apoio ao futuro governador de Pernambuco. O nosso apoio e o nosso engajamento", afirmou o presidente da entidade, Antônio Selva, durante almoço em um restaurante da Zona Oeste do Recife. A representação possui 20 anos de atividades e congrega todas as concessionárias de veículos do Estado.


O setor de revenda de automóveis seminovos e usados, que atravessou grandes dificuldades nos últimos anos, foi beneficiado pela sensibilidade de Paulo Câmara, que se empenhou na recuperação do segmento. Quando esteve à frente da Secretaria da Fazenda, o socialista liderou um processo de discussão que resultou na isenção da alíquota de ICMS para as concessionárias.

“Discutimos com o setor e zeramos o ICMS para que as concessionárias pudessem competir no mercado”, lembrou Paulo Câmara, frisando que o segmento não recebe os mesmos benefícios federais destinados à venda de automóveis novos.

Aos mais de 150 representantes do segmento no evento, Paulo Câmara salientou o seu comprometimento em seguir ouvindo as pessoas e os setores para, a partir de 2015, governar com um enfoque coletivo. “É assim que a Frente Popular administra. Escuta, dialoga. Vou governar junto com vocês”, prometeu o socialista.


Assessoria de Imprensa do PSB - Fotos: Aluísio Moreira
Secretário de Administração do Estado substitui
Renato Thièbaut
O candidato da Frente Popular ao Governo do Estado, Paulo Câmara (PSB), anunciou, nesta quarta-feira (30), o advogado José Francisco Cavalcanti Neto como o novo coordenador geral de sua campanha. Atualmente à frente da Secretaria de Administração do Estado, o auxiliar do governador João Lyra Neto (PSB) se afastará da gestão para se dedicar à missão de comandar a caminhada que levará Paulo ao Palácio do Campo das Princesas. José Francisco Neto substitui Renato Thièbaut, que foi convocado pelo ex-governador Eduardo Campos (PSB) para integrar a coordenação de sua postulação presidencial.
“José Neto vai ter o desafio de conduzir a campanha até o final das eleições. Uma campanha que já está estruturada e bem planejada. Renato Thièbaut fez um trabalho muito competente e José Neto vai cumprir essa nova etapa. São os últimos 60 dias. O período no qual a gente vai mostrar à população as nossas ideias e nossas propostas”, ressaltou o candidato.
Paulo Câmara e José Neto colecionam parcerias na administração pública. Eles atuaram juntos, como servidores de carreira, no Tribunal de Contas do Estado (TCE) e replicaram a experiência em diferentes pastas da gestão estadual. “Tem uma relação comigo de muito tempo. Somos auditores do TCE desde 1995. Ele desempenhou as funções de secretário executivo de Administração no Governo Eduardo Campos/João Lyra. Foi secretário executivo da Fazenda comigo durante três anos e três meses. Tem experiência no setor público, conhece da política, tem militância”, ressaltou Câmara. O candidato lembra que José Neto possui a política no DNA. “Logo ele trará uma grande contribuição para a nossa campanha. Uma contribuição que vai honrar o trabalho iniciado por Renato e que vai nos ajudar a conquistar uma grande vitória”, afirmou.
PERFIL - José Neto é formado em Direito pela Faculdade de Direito do Recife. É auditor do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE), onde exerceu as funções de assessor técnico da Controladoria de Controle Externo e de diretor departamental, entre outros. Atuou, também, como assessor especial do Governo do Estado e como assessor do Tribunal Regional Federal da 5ª Região.

No Governo Eduardo Campos, exerceu o cargo de secretário executivo de Pessoal e de Relações Institucionais da Secretaria de Administração, no período de janeiro de 2007 a março de 2010, quando assumiu a titularidade da pasta exercida até dezembro de 2010. Foi Presidente do Conselho de Administração da Fundação de Aposentadorias e Pensões dos Servidores do Estado de Pernambuco – FUNAPE. Ocupou, de janeiro de 2011 a março de 2014, o cargo de secretário executivo de Coordenação Institucional da Secretaria da Fazenda e, com a posse do governador João Lyra Neto, passou a comandar a Secretaria de Administração.

Assessoria de Imprensa do PSB.  

quarta-feira, 30 de julho de 2014


Complementando o que falei na postagem anterior (clique aqui), a prefeitura municipal não estaria fazendo o repasse de 15 mil reais mensais referentes aos ônibus alugados. o que por sua vez, também leva ao não pagamento dos motoristas.

Esse valor, em se falando dos aluguéis destes ônibus já é por sinal, de uma quantia elevada, no entanto, como o mesmo não aparece, leva-se à crer que pode estar "sendo perdido no meio do caminho".

Em cima disso, segundo fui informado recentemente, estão levando o caso ao ministério público de pernambuco. Afinal, trata-se de dinheiro público e para tanto, é preciso que saibamos como este dinheiro está sendo gasto.
Na disputa ao Senado, João Paulo também segue na frente, com 37%


Passado quase um mês da campanha nas ruas, Armando Monteiro (PTB) lidera com ampla margem a disputa pelo governo de Pernambuco. Pesquisa Ibope, divulgada pela TV Globo nesta quarta-feira (30), mostra que se a eleição fosse hoje Armando teria 43% dos votos, ou seja, 32 pontos percentuais acima do segundo colocado, Paulo Câmara (PSB), que registrou apenas 11%.

Os demais candidatos tiveram as seguintes pontuações: Zé Gomes (PSOL) aparece com 2%, Miguel Anacleto (PCB), Jair Pedro (PSTU) e Pantaleão (PCO), com 1% cada um. Brancos e nulos somam 19% e os entrevistados que não souberam ou não responderam, 22%.

Armando Monteiro, apesar de mais conhecido do eleitorado, é o candidato com a menor taxa de rejeição. Apenas 14% dos eleitores dizem rejeitá-lo, contra 20% de Paulo Câmara. Pantaleão tem 26%; Zé Gomes, 24%; Jair Pedro, 21%; e Miguel Anacleto, 19%. Os entrevistados que disseram que não rejeitariam nenhum dos candidatos totalizam 15%, e os que não souberam ou não responderam, 35%.

JOÃO PAULO LIDERA – Na corrida pelo Senado, o candidato da coligação Pernambuco Vai Mais Longe, João Paulo (PT), também lidera a disputa contra o candidato Fernando Bezerra Coelho (PSB). Segundo a pesquisa Ibope, João tem 37% das intenções de voto, contra apenas 16% de Fernando Bezerra. Simone Fontana (PSTU) tem 3% e Albanise Pires (PSOL), 1%. Oxis (PCB) não alcançou o percentual mínimo. Os indecisos somam 25% e os que declaram que vão votar branco ou nulo são 17%.

Para Armando Monteiro, a pesquisa deve ser analisada com tranquilidade. "Recebemos com absoluta serenidade e com humildade, por entender que isso é o registro de um momento, mas ao mesmo tempo não posso deixar de dizer que é algo que nos estimula. Demonstra que estamos no rumo certo. Vamos intensificar o nosso trabalho, vamos aumentar cada vez mais esse contato com a população. Vamos seguir elevando o nível do debate, apresentando as nossas propostas ao povo de Pernambuco. Aguardando que, com o desdobramento da campanha, a gente também possa mostrar que a nosso projeto aponta para o futuro de Pernambuco", comentou Armando.


A pesquisa Ibope/TV Globo ouviu 1.204 pessoas, entre os dias 26 e 28 de julho, em 57 municípios de todas as regiões de Pernambuco. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos, e o nível de confianças é de 95%. O estudo foi registrado no Tribunal Regional Eleitoral sob o número PE-00012/2014.
Segundo informações passadas à parte e por telefone, agora à pouco, e que me pediram para fazer um alerta e um apelo online, motoristas que fazem o percurso para os engenhos de nossa cidade, com os alunos e professores das escolas municipais de nossa região, estariam à mais de dois meses consecutivos sem receber seus salários como profissionais.

Segundo ainda apontam, o valor possivelmente repassados destes carros agregados (alocados) estariam na casa dos 15 mil reais, mas só chegam, supostamente, apenas 5 mil reais. Não posso afirmar tais informações acima, gente. Como falei, foram informações repassadas por telefone sobre esse possível repasse de 15 mil. É algo que o ministério publico deveria apurar para ter certeza, ou os vereadores, que deveria fazer alguma denuncia formal e quem sabe pedir as contas desses repasses. Mas, como ainda não temos vereadores em nossa cidade com peito para tal, resta-nos apenas fazer estas citações, atendendo à pedido.

No entanto, com o não pagamento alguns motoristas já sinalizaram paralisação, o que por sua vez, pode vir à prejudicar os alunos e professores da zona rural.

Diante do que me foi dito, se a quantia de 15 mil reais existir de fato e os motoristas não receberam nestes últimos meses é de se perguntar: onde está esse dinheiro todo

A presidente Dilma Roussef sancionou desde o dia 18 de Junho de 2014 o novo piso salarial para os Agentes de Saúde Comunitários e os Agentes de Combate a Endemias do Brasil. Ou seja, por lei, todos os profissionais inseridos nesta categoria deveriam receber seus valores atualizados. Conforme nota abaixo.

"A partir desta quarta-feira (18) (junho de 2014), os Agentes Comunitários de Saúde e os Agentes de Combate às Endemias do Brasil, terão piso salarial instituído em R$ 1.014,00 (hum mil e quatorze Reais). Para alcançar esse montante, a União poderá complementar, em até 95% do total, os valores pagos pelos poderes estaduais e municipais a esses profissionais de saúde. Essa medida de tamanha importância foi estabelecida por meio da Lei nº 12.994, de 17 de junho de 2014, e sancionada pela presidenta Dilma Rousseff. A informação foi publicada no Diário Oficial da União. Além da formalização do valor mínimo para salário, o texto especifica que os profissionais irão trabalhar 40 horas semanais exclusivamente em ações e serviços de promoção da saúde, vigilância epidemiológica e combate a endemias em prol das famílias e comunidades assistidas. A publicação também estabelece que os profissionais mencionados terão metas em suas atividades e serão avaliados constantemente e de maneira transparente, visando a obtenção dos resultados"


Fonte: Portal Brasil, com informações da Imprensa Nacional em 18 de junho de 2014.

Em Barreiros, porém o salário pago aos agentes de saúde e Endemias é de R$ 860,00 (Oitocentos e Sessenta Reais) salário base.

A folha de pagamento deste mês para a categoria, deveria vir com os vencimentos destes profissionais, já definidos. 

Segundo informações a folha de pagamento já estava pronta e prestes à sair, quando, mudaram de ideia de ultima hora e resolveram não pagar os valores justos à estes servidores.

Isso mostra que a atual gestão com seus gestores, não respeitam sequer os direitos legais dos servidores.

Acompanhe abaixo a reclamação de um profissional da área em seu perfil pessoal no facebook.






O candidato a governador Armando Monteiro (PTB) defendeu nesta quarta-feira (30), durante encontro com publicitários do Fórum Empresarial de Propaganda de Pernambuco, no Espinheiro, Zona Norte do Recife, a ampliação dos investimentos no Estado. Ao lado do seu vice, Paulo Rubem (PDT), Armando afirmou que o ciclo positivo de crescimento econômico dos últimos anos poderia ter sido maior se o Estado tivesse melhorado a sua capacidade de investimentos com recursos próprios e criado um ambiente mais amistoso para a captação de parceiros privados.

"Nós poderíamos ter criado um espaço fiscal melhor para o investimento", afirmou Armando. "Houve um crescimento extraordinário da receita, que coincidiu com o período que o Brasil cresceu e com o novo ciclo econômico no Estado", reconheceu o senador licenciado, enfatizando que a arrecadação de impostos em Pernambuco cresceu 79%, entre 2009 e 2013. Mas as despesas com o custeio da máquina aumentaram 113%, mais do que a receita, o que impediu que o governo pudesse fazer investimentos de maior porte com recursos próprios.



"Pernambuco poderia ter uma poupança corrente de duas vezes e meia o que tem", destacou Armando – o montante de recursos próprios para investimento do Estado varia de R$ 800 milhões a R$ 1 bilhão. "Mesmo se considerarmos os empréstimos, Pernambuco só investe, em média, 11% de sua recente corrente líquida. O Ceará, por exemplo, investe em torno de 22%. Pernambuco está abaixo da média do Nordeste nesta questão", enfatizou.

Armando também defendeu uma mudança no modelo de captação de parceiros privados por meio do estabelecimento de um ambiente regulatório mais apropriado, seja pela questão tributária, seja pela criação de novos padrões de relacionamento no âmbito das Parcerias Público-Privadas (PPPs).

"Pernambuco não tem estrutura para gerir as PPPs. Se você não fizer desde o início algo que seja bem formulado, se você não identifica corretamente os parceiros e se você não tem estrutura para fiscalizar, a PPP pode ser um grande problema", explicou Armando, sugerindo a criação da Empresa Pernambucana de Participações.

(Crédito da foto: Léo Caldas/Divulgação)

PUBLICIDADE

MODA PLUS SIZE

AS MAIS LIDAS

CURSOS 24 HORAS

SIGA O BLOG DO ED NO FACEBOOK

ESTE BLOG ESTÁ ASSOCIADO À ABLOGPE


SIGA-ME O BLOG DO ED NO GOOGLE PLUS

SIGA O BLOG DO ED NO TWITTER

RECEBA MEUS ARTIGOS EM SEU E-MAIL

Total de visualizações de página